Encontro de Músicas e Danças do Mundo chega à décima edição

Com o tema “Por uma cultura de paz”, de 25 a 31 de janeiro de 2016 acontece o 10º Encontro de Músicas e Danças do Mundo, em Imbassaí, na Bahia. O evento desta temporada traz artistas curdos, europeus e marroquinos para conduzir oficinas de cantos, músicas e danças étnicas, e convidados especiais para apresentações, atividades corporais e meditativas, shows, exposições, palestra e fóruns culturais.

Dentre as presenças internacionais, destaque para o premiado grupo feminino de música sufi Rhoum El Bakkali Ensemble, que vem do Marrocos para realizar performances e a Oficina de Ritmos e os Cantos Sufis, e dos músicos Hussein Zahawy, Goran Kamil e Ertan Takin, para ministrar uma oficina de músicas e danças do Curdistão, com instrumentos típicos (daf, balaban e zorna). O instrutor e coreógrafo grego Kyriakos Moisidis fará  a oficina e performances de danças tradicionais de seu país, e os franceses Arnaud Pelletier (Colletif des Oisseaux) e Jean-Philippe Seuvenel, farão demonstrações de Canto Vital, um canto espontâneo proveniente da paz interior.

O Brasil será representado pelo Grupo de Dança e Música de São Gonçalo, de Sergipe, pelo Samba de Roda Suerdieck, samba de roda tradicional com mais de 100 anos de existência, considerado patrimônio imaterial da Bahia, fundado pela cantora e compositora Dalva Damiana de Freitas, por Inaicyra Falcão dos Santos, cantora lírica e pesquisadora das tradições africano brasileiras, que apresentará Mães Ancestrais – Cânticos da tradição Yoruba, e por Rosângela Silvestre, criadora da Técnica Silvestre, prática corporal com movimentos que remetem às culturas brasileira e africana.

“Além de proporcionar a prática de atividades culturais e corporais relacionadas a diferentes etnias, o encontro tem o intuito de promover a paz e união entre os povos. Conhecendo outras culturas, abrimos fronteiras e diminuímos as intolerâncias.”, explica Glaucia Rodrigues, diretora do Centro de Estudos Universais, associação sem fins lucrativos que desde 1998 realiza festivais de músicas e danças étnicas pelo projeto Dançando Pela Paz.

O Encontro oferece também uma série de atividades gratuitas, como shows com os artistas estrangeiros na Vila de Imbassaí, fóruns culturais (“A Importância das Culturas Tradicionais para a paz no mundo”, com o jornalista Zeca Camargo, entre outros convidados; e “Nicholas Roerich e a Bandeira da Paz: Mensagens para os dias atuais”), a palestra “O sagrado e a dança: uma coreografia cognitiva”, com o psicoterapeuta junguiano Paulo Machado, e exposição com reproduções de pinturas do artista russo Nicholas Roerich e de fotografias do artista visual Haroldo Pinho.

Quem se inscrever para as Oficinas, poderá ainda participar de aulas de neo folclore flamenco com a professora de danças étnicas Betty Gervitz, de danças judaicas com Alberto Worcman “Gingi”, de atividades com o especialista em educação corporal André Trindade, e do curso Oficina de Ritmos do Mundo: brincando com os sons das aldeias, cidades e palácios, que oferece exercícios musicais com melodias do Brasil, Balcãs e Mediterrâneo ministrado com os músicos Gabriel Levy e Thomas Howard.

Serviço:

10º Encontro de Músicas e Danças do Mundo
De 25 a 31 de janeiro de 2016
Locais: Espaço Cultural Tangará Mirim e Vila de Imbassaí – Distrito da Mata de São João, Bahia

Inscrições e informações: Centro de Estudos Universais
www.ceuaum.org.br / www.dancandopelapaz.com.br
Tels.: (11) 3071-3842 e (71) 98349-9678
e-mail: dancandopelapaz@ceuaum.org.br
Facebook: /centrode.estudosuniversais

Anúncios
Abbas Jannessari_ Irã - IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo

IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo leva oficinas de cantos e danças étnicas a Imbassaí, na Bahia

Abertas as inscrições para o IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo, que acontece de 23 de janeiro a 01 de fevereiro de 2015, no Espaço Cultural Tangará Mirim, em Imbassaí, Bahia. Com o tema ‘A força de um novo tempo’, o evento desta temporada foi ampliado para dois módulos, que podem ser realizados separadamente, e contam com professores e artistas brasileiros e internacionais como convidados.

Dividido em ‘Danças e ritmos brasileiros’ e ‘Danças e músicas ciganas’, o Módulo I traz a participação da coreógrafa e instrutora Rosangela Silvestre, criadora da técnica silvestre, inspirada em simbologias e nas danças dos orixás; Maria Esperança Alves e Mestre Raimundo Borges, da Amazônia, para apresentar as danças, batuques e cantorias dessa região; Parafusos, grupo folclórico da cidade de Lagarto/SE, integrado por homens que se vestem com trajes femininos, lembrando uma sequência de anáguas brancas rendadas; Gabriel Levy e Magda Pucci, líder do grupo Mawaca, com as vivências em músicas brasileiras de matrizes indígenas, lusitanas e africanas; e aulas de danças, cantos e músicas ciganas com os artistas Snezana Balkanska, Adrijana Alacki e Goran Alacki (Macedônia), Elsa Balázs e Gusztáv Balázs (Hungria).

Intitulado Práticas ancestrais de cura pelo movimento, o Módulo II conta com a iraniana Rana Gorgani para ministrar aulas de Zaar (dança feminina de cura), giro sufi e ritmos persas, acompanhada pelo multi-instrumentista de música tradicional persa Abbas Jannessari, com a dançarina argentina Paula Lena para dar aulas das danças femininas Guedra e Shikhat, típicas do Marrocos; com a brasileira Maria Rosa Freitas ensinando técnicas do giro turco sufi mevlevi; e com o grupo Tenchi Tessen, sediado em Portugal, mostrando a ‘Arte gestual de harmonização do Céu e da Terra’.

Paralelamente, o Espaço Cultural Tangará Mirim apresenta a mostra Existências-Resistências: Ciganos, Curdos, Palestinos e Saharauis, ensaio do fotógrafo Rogério Ferrari, que percorreu a Bahia, África, México e Oriente Médio retratando o lado desconhecido de conhecidos conflitos e lutas de povos por autodeterminação. O IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo traz ainda a participação especial da pedagoga Maria Amélia Pereira, que vai realizar um trabalho corporal na Praia de Imbassaí, e a palestra A mensagem do sufismo para o tempo atual, com astrofísico Amâncio Friaça e com o psiquiatra e psicoterapeuta junguiano Paulo Machado.

Foto de Rogerio Ferrari , Exposição Existências-Resistências

Foto de Rogerio Ferrari , da Exposição Existências-Resistências

O evento é realizado pelo Centro de Estudos Universais, associação sem fins lucrativos que em 1998 criou o projeto Dançando pela Paz, para promover a cultura da paz utilizando como instrumento danças e músicas étnicas. O Espaço Cultural Tangará Mirim está localizado dentro da mata, perto da praia e do Rio Imbassaí, para propiciar recolhimento e harmonia aos que querem entrar em contato com a natureza e consigo mesmo.

IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo
De 23 de janeiro a 01 de fevereiro de 2015
Local: Espaço Cultural Tangará Mirim – Distrito de Imbassaí, Mata de São João, Bahia
Módulo I (23/01 a 28/01) – R$850,00 *
Módulo II (29/01 a 01/02) – R$500,00 *
* Inclui almoço vegetariano nos dias de aula; não inclui hospedagem e transporte.

Inscrições e informações
Centro de Estudos Universais
www.ceuaum.org.br
www.dancandopelapaz.com.br
dancandopelapaz@ceuaum.org.br
Tel.: (11) 3071-3842 | Cel.: (71) 8349-9678

Assessoria de Imprensa
Helena Castello Branco
Comunicação & Cultura