9 sites para fazer trocas na internet

Calcula-se que mais de 50 milhões de furadeiras circulem pelos Estados Unidos. Mas, segundo o livro O que é meu é seu: como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo, cada pessoa não usa mais do que 13 minutos de toda a vida útil do aparelho. Os dados trazem à luz um problema comum da pós-modernidade: o consumo desenfreado. A boa notícia é que, na contramão desse cenário, têm surgido várias iniciativas em prol de aquisições mais sustentáveis. A troca de produtos pela internet é uma delas.

O prazer de se livrar de algo que você não usa mais e ainda ter novidade no armário é um dos benefícios do chamado escambo virtual. Há páginas que auxiliam na troca de livros, roupas, jogos de videogame e até hospedagem.

Velhos baús de roupas paradas, livros cheios de poeira e – por que não? – furadeiras encostadas na sua casa podem estar com os dias contados. Basta você se abrir para o desapego, escolher um bom site de trocas e partir para as negociações.

Roupa nova

O excesso de consumo abarrota armários com roupas que nunca serão usadas. Em meio a tantas peças antigas tem gente que até se perde, sem saber o que vestir. Mas o que não te serve mais pode deixar outra pessoa contente. E é aí que entra o escambo. Grupos no Facebook, como o Bazar de Trocas da revista Estilo, reúnem gente do Brasil inteiro para trocar peças e ainda fazer amizades.

Trocando experiências

Já pensou poder se hospedar em qualquer lugar do mundo e oferecer uma estadia em sua casa como pagamento? Alguns sites confiáveis oferecem essa possibilidade.

O Guesttoguest aproxima pessoas com afinidades similares e, por meio de um cadastro, o usuário pode contatar anfitriões em todo o planeta. A página funciona sob um sistema de pontuação. Você consegue trocar os pontos que ganha hospedando alguém por uma estadia legal.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/Global.png

Outro site nos mesmos moldes é o Global Free Loaders . A página orienta que, antes de se cadastrar, o usuário esteja em condições de receber hóspedes dentro dos próximos seis meses para facilitar o sistema de trocas. Um dos intuitos do projeto é também promover a integração de pessoas de diferentes culturas em vários países.

Biblioteca renovada

Apaixonados por livros têm espaço garantido no movimento do troca-troca. Há sites nacionais e internacionais que, além de plataformas de escambo, são verdadeiras comunidades culturais.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/Bookmooch.png

Ao se inscrever no Bookmooch , o usuário pode cadastrar os livros que quer trocar e ter acesso a pedidos diversos. Conforme entrega seus exemplares, ele adquire pontos que o permite receber livros de outras pessoas.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/Livralivro1.png

O Livralivro é parecido com o Bookmooch. A cada título que você entrega, ganha um ponto. Esse ponto te dará o direito de retirar um exemplar que alguém esteja disponibilizando. Caso você queira uma obra que não esteja disponível, basta marcá-la como procurada. Assim, você receberá um e-mail quando alguma aparecer. As três primeiras trocas podem ser feitas gratuitamente. Depois disso, o site cobra valores a partir de R$1.99.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/Book Crossing.png

Já o BookCrossing funciona de um jeito bem inusitado. Também seguindo o conceito de consumo colaborativo, a página tem um espaço para que você cadastre livros que não usa, insira um código nos exemplares e deixe em lugares abertos, como cafés, bibliotecas, lojas e restaurantes. Quem encontra o título e resolve levá-lo para casa, pode entrar no site com o código que você inseriu e fazer comentários bacanas sobre o presente encontrado.

Escambo em jogo

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/Troca jogo.png

Fãs de videogames podem economizar bastante e ainda fazer amigos no Troca Jogo Network . A página é uma rede social brasileira de apaixonados por games e, além de unir esse pessoal, sugere entre os integrantes a troca de jogos dos consoles PS3, Xbox 360 e Wii. O site oferece a primeira troca grátis a novos membros. Depois disso, é preciso se tornar assinante para negociar.

Um pouco de tudo

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/Descolaí.png

Relógios, celulares, livros, pranchas de surf e até carros podem ser trocados noDescolaí , módulo de trocas focado em negociações que fujam aos excessos do consumo exagerado. É possível também adquirir e oferecer serviços, como um conserto ou uma construção, além de realizar vendas.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/26/Economia/Imagens/Futuro/1001.png

Outro site de trocas bem conhecido é o 1001 trocas . Com mais de 20 categorias de itens e oportunidades de negócios em vários estados brasileiros, o espaço é aberto para quem quer propor trocas de produtos e serviços.

Fonte: Gazeta do Povo

Anúncios

Biblioteca do Sesc Sorocaba vira ponto de coleta de livros e promove atividades de bookcrossing

Ponto de coleta de livros e quadrinhos desde janeiro, a biblioteca do Sesc Sorocaba está promovendo diversas atividades de orientação sobre o conceito de “bookcrossing”, prática de deixar um livro num local público, para ser encontrado e lido por outro leitor que, por sua vez, deverá fazer o mesmo.

BookCrossing

Etiqueta BookCrossing

O objetivo principal desta ação é proporcionar a troca de livros, onde o leitor registra o seu livro no site do Bookcrossing e, na sequência, o “liberta” em locais de grande circulação ou nos pontos de bookcrossing espalhados pela cidade.

Helena Castello Branco

Helena Castello Branco. Foto: Felipe Gombossy, para Revista GOL.

Assim, o Sesc Sorocaba monta um acervo com diversas obras para que essa troca aconteça. Para isso, todo o público é convidado a deixar alguns livros na biblioteca, a fim de que os títulos sejam registrados e fiquem à disposição na unidade para outros leitores, estimulando o hábito da leitura.

No dia 27 de fevereiro, a coordenadora do BookCrossing BrasilHelena Castello Branco, participa de um bate-papo com os frequentadores do SESC sobre o movimento literário, que começou em 2001 nos EUA e virou fenômeno mundial, presente em mais de 130 países com 11 milhões de livros libertados.

Os instrutores do Sesc também promoveram uma oficina, na qual explicaram sobre o conceito do bookcrossing, entre janeiro e fevereiro. Nela, os participantes puderam acessar o site do Bookcrossing Brasil, trazer o seu livro e aprender como fazer parte deste projeto.Para quem deseja registrar os livros e “libertá-los” para outro leitor, deve acessar o site: www.bookcrossing.com

Gostou? Então veja AQUI e AQUI como criar um Ponto de BookCrossing em seu estabelecimento.

Bookcrossing: trocando livros
Coleta de livros: a partir de janeiro de 2014
Espaço: Biblioteca
Indicação: Livre
Grátis

O que é bookcrossing? Transformando o mundo em uma biblioteca
Com instrutores de internet/multimídia
Dias 8/1 e 17/1. Quarta, das 19h30 às 21h30, e sexta, das 15h às 17h
Dias 1/2 e 2/2. Sábado e domingo, das 14h30 às 16h
Espaço: Internet livre
Indicação: 10 anos
Oficina não sequencial
Grátis

Palestra: Como funciona o BookCrossing
Com Helena Castello Branco
Dia 27/2, às 19h
Local: Sesc Sorocaba
Rua Barão de Piratininga, 555 – Jardim Faculdade
Tel.: (15) 3332-9933
50 vagas
Grátis

Ler a reportagem na Revista GOL – clique aqui